Alimentação por Sonda



Terapia de Nutrição Enteral (TNE) é um conjunto de procedimentos terapêuticos empregados para a manutenção ou recuperação do estado nutricional por meio de nutrição enteral, Quando a alimentação pela boca é impossível ou insuficiente, as necessidades nutricionais podem ser satisfeitas através da nutrição enteral. Neste caso, um tubo fino, macio e flexível, chamado sonda nasoenteral, pode ser passado, pelo nariz, até o estômago ou até o intestino delgado. A Nutrição Enteral tem ganhado nova popularidade. Muitas publicações descrevem a importância da preservação da integridade da mucosa intestinal pela infusão de nutrientes, como também a manutenção da homeostase (equilíbrio do funcionamento do organismo) e da competência imunológica. A dieta fornecida por sonda é chamada dieta enteral e é planejada para fornecer todos os nutrientes normalmente ingeridos pela boca e que são essenciais à recuperação e à manutenção da sua saúde.
A Nutrição Enteral teve grande avanço tecnológico. Atualmente estão disponíveis diversos tipos de sondas, cateteres, bolsas, bombas de infusão, agulhas e conectores o que implica na redução de complicações e, portanto, da permanência hospitalar. Vários avanços tornaram a alimentação por sonda mais fácil e aceitável pelos pacientes.   
INDICAÇÕES
ü  Desnutrição
ü  Risco de desnutrição
ü  Sistema Digestório total ou parcialmente funcionante
ü  Risco de desnutrição (quando a ingestão oral for inadequada para prover -¾ das necessidades diárias nutricionais)
Para se escolher a via de administração da alimentação por sonda, deve-se levar em conta: estado de consciência e risco de aspiração; comodidade do paciente; condições de absorção e doença do TGI; duração do tratamento
Cuidados No Preparo
Dietas enterais, são excelente meio para crescimento de microorganismos se não preparadas e acondicionadas de forma correta leva ao aumento nas complicações aumentando o tempo de hospitalização e maior risco de mortalidade. O controle da estrutura física e dos processos de preparo, distribuição e administração devem garantir o nível de qualidade da dieta enteral em caso de hospitais e clínicas.
Recomendações:
Em casos onde o familiar prepara a alimentação em casa, caso não possa comprar pronta.
Preparo E Higiene: esta dieta deve ser preparada com o máximo de cuidado para evitar contaminação. Lave com água e sabão e enxágüe adequadamente todos os utensílios utilizados no preparo e administração das dietas (ex: panelas, tigelas, copos, talheres, etc.).
- Use somente água filtrada ou fervida.
- A seringa deverá ser lavada e enxaguada em água corrente para ser re-utilizada.
- A seringa ou frasco deverão ser desprezados diariamente, para evitar riscos de contaminação.
- As hortaliças e frutas deverão ser lavadas em água corrente e colocadas em imersão de água clorada por 30 minutos antes de prepará-las.
Armazenamento: a preparação deverá ser sempre guardada em vasilha tampada, dentro da geladeira e utilizada no mesmo dia. As demais preparações deverão ser preparadas no momento de servir.

Administração:
quando for utilizada, misturar a preparação e retirar apenas a quantidade necessária e aquecer em banho-maria.
- Coloque a dieta no frasco ou na seringa em temperatura morna ou ambiente e administre devagar.
- Após a administração da dieta passe pelo menos ½ copo de água fervida ou filtrada na sonda.
Se Você Utilizar A Dieta Industrializada Em Pó:
• Verificar se a embalagem está dentro do prazo de validade e se não está danificada;
• Lavar a embalagem com água e sabão antes de abrí-la;
• Utilizar a quantidade de dieta em pó prescrita pelo nutricionista;
• Utilizar a quantidade de água filtrada e fervida recomendada;
• Bater bem a dieta em pó, no liquidificador, com a água resfriada;
• Seguir as demais recomendações para conservação e administração já citadas.

Se Você Utilizar A Dieta Industrializada Líquida:
• Verificar, no rótulo, se está dentro do prazo de validade;
• Verificar se a embalagem não está danificada;
• Lavar bem a embalagem com água e sabão;
• Agitar bem antes de abrí-la;
• Seguir a quantidade prescrita pelo nutricionista em cada horário.
OBSERVAÇÕES.
- Prepare as dietas diariamente e não aproveite as sobras.
- Permanecer sentado à 45º de inclinação durante a administração da dieta e após por mais 30 minutos, isso evitará que haja regurgitação, vômitos ou aspiração da dieta para o pulmão.
- O seguimento rigoroso das recomendações e quantidades estabelecidas garante o sucesso do tratamento.
-Não deverá ser passado nada pela sonda sem autorização do nutricionista, seguir as orientações quanto ao volume de água, chá ou suco sem açúcar, que deve ser administrado entre as dietas.


Comentários

  1. Post importante para quem está com parente hospitalizado ficar de olho na manipulação e utilização dessa alimentação. Mais uma vez pela seriedade do blog de vocês sempre com informações úteis e numa linguagem acessível à todos.

    Parabéns

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios