Colesterol alto? dicas e orientações nutricionais.


O colesterol alto é uma condição de saúde perigosa que está associada a um risco maior de doenças do coração. Como não apresenta sintomas, uma pessoa pode estar com o nível de colesterol alto e não saber. Por isso é tão importante fazer exames regularmente.
Produtos que contém gorduras trans aumentam o LDL (colesterol ruim) e diminui o HDL (colesterol bom) e aumentam os triglicérides, enfim,  aumenta tudo que é ruim e diminui tudo que é bom contribuindo para dislipidemias.
O LDL é conhecido como colesterol ruim porque altas concentrações dele no sangue estão associadas a um maior risco de doenças do coração. O LDL se oxida        e se deposita nas paredes das artérias para iniciar uma doença chamada arteriosclerose.
O HDL é conhecido como colesterol bom porque altas concentrações dele no sangue estão associadas a um menor risco de ataques cardíacos. O HDL ajuda a remover o colesterol das paredes das artérias.
Vários fatores são responsáveis pelo colesterol alto. Alem de má alimentação, pode ser conseqüência de fatores hereditários (que influencia como o corpo lida com o colesterol), estar acima do peso, falta de atividade física e problemas de saúde como diabetes, doenças renais, do fígado e doenças da tireóide.
Alimentos que diminui o colesterol:
Aveia; berinjela; laranja com bagaço; proteína de soja; suco de uva integral; azeite de oliva extra-virgem; sardinha (não frita); cápsulas de Ômega 3.
Evite:
Gorduras saturadas como as gorduras das carnes, frios, embutidos, banha, toucinho, manteiga, leite integral, queijos amarelos e miúdos, frituras, gema de ovo, doces gordurosos, doces em compotas, chocolate, bolachas recheadas, colos com cobertura e recheados; lagosta, siri, camarão e marisco.
Prefira:
Sorvete de fruta no palito, comer peixes e aves sem pele, preparações feitas com leite desnatado, preparações grelhadas, cozidas, ensopadas, queijos com pouca gordura: cottage, ricota e mussarela de leite desnatado.
            Ingerir frutas, vegetais e cereais integrais. Consuma fibras, e pelo menos 2 litros de água por dia, pois além de facilitar o trânsito dos alimentos no intestino, trazem outros benefícios como a diminuição da absorção do colesterol.
A melhor forma de prevenir o colesterol alto e suas conseqüências negativas é adotando um estilo de vida saudável com uma alimentação balanceada, exercícios físicos regulares, sem abuso do tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas e manutenção do peso. O tratamento depende de sua causa, em muitos casos é necessário apenas a reeducação alimentar e adesão de exercícios físicos. Em outros casos, é também necessária a administração de remédios específicos.
Esse é apenas um resumo simplificado do que é recomendado ou não recomendado para uma boa alimentação com baixos níveis de colesterol, e não substitui uma consulta com um nutricionista que levará em conta outras variáveis importantes ao montar o cardápio ajustado de maneira individual.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios