Saiba o Que é Verdade e o Que é Mito na Alimentação


Temperar com limão diminui a gordura da carne e auxilia na digestão?
Mito. Isso não ocorre. A quantidade de gordura continua senda a mesma e o processo digestivo idem.

Pão integral não engorda?
Mito. O pão integral engorda tanto quanto o pão branco. A diferença é que o integral é rico em fibras, nutrientes e fornece mais saciedade.

Ter uma alimentação rica em fibras auxilia no emagrecimento?
Verdade. Uma alimentação rica em fibras pode prevenir ou auxiliar em tratamentos para a perda de peso. Alimentos ricos em fibras estimulam a mastigação, que exerce um efeito direto sobre o hipotálamo, produzindo sensação de saciedade, o que diminui a ingestão de outros alimentos. As fibras também auxiliam no funcionamento intestinal e podem interferir no tempo de absorção de nutrientes, especialmente gorduras e açúcares.

Comer abacaxi após a refeição ajuda a emagrecer?
Mito. O abacaxi quando consumido após as refeições auxilia no processo digestivo, mas não diminui os valores calóricos das refeições.

Suco de beterraba acaba com a anemia?
Mito. Uma xícara de beterraba ralada possui apenas 0,8mg de ferro não absorvível  por ser de origem vegetal (precisa sofrer ativação no organismo para ser aproveitado, por exemplo pela uso da vitamina C). Já um bife pequeno tem, em média, 7,5mg de ferro e um bife de fígado tem em média 8,5mg de ferro. Lembrando que o ferro presente nos alimentos de origem animal é mais facilmente aproveitado pelo organismo.

Vinho tinto faz bem ao coração e o branco não?
Verdade. A diferença entre o vinho tinto e o vinho branco é que o tinto é preparado com a casca da uva e o branco não. Os compostos fenólicos são substâncias antioxidantes presentes na casca, por essa razão, somente os vinhos tintos são ricos nesses compostos e, conseqüentemente, fazem bem ao coração. Os antioxidantes presentes na uva têm o papel de melhorar a função endotelial, induzir a dilatação das artérias e inibir a oxidação do colesterol LDL (lipoproteína de baixa densidade).
Vinhos tintos e brancos também diferem pelo conteúdo de antocianinas - moléculas responsáveis pela pigmentação - e, portanto, ausentes em uvas brancas. Há evidências de que os fenólicos encontrados em uvas e vinhos tintos podem inibir a oxidação in vitro da LDL, assim como é possível seu uso na prevenção de aterosclerose.
É importante salientar que, apesar do vinho tinto ser recomendado para prevenção de doenças cardiovasculares, seu consumo deve ser moderado e feito sob a supervisão e orientação de nutricionista ou médico.

Beber líquido durante a refeição engorda?
Mito. No entanto é recomendado o consumo apenas de um copo pequeno de água ou suco. Evitando líquidos gasosos.

Comer banana reduz cãibra?
Verdade. Existem vários motivos que podem levar as pessoas a terem cãibras, como a falta de cálcio, pela produção de acido láctico, quando se faz força muscular ou pela falta de potássio. A banana é rica em potássio e realmente pode contribuir para o desaparecimento das cãibras, se este for o motivo das mesmas.

Margarina é mais saudável que manteiga?
Mito. A margarina possui a gordura do tipo trans, por isso é menos saudável que a manteiga. Para que a margarina tenha a consistência ela sofre um processo de hidrogenação, é quando a gordura insaturada passa a ter a estrutura de gordura trans. Esse tipo de gordura aumenta o colesterol LDL e diminui o HDL, devido a isso é mais prejudicial a saúde que a manteiga, que por ser de origem animal somente aumenta o LDL.
Já existe no comércio margarinas sem gordura trans. Somente nesse caso a margarina é melhor.

Como podemos observar há muitos mitos sobre a alimentação, e essas são só algumas das perguntas mais freqüentes. É muito importante se informar sobre esses mitos e verdades. Fale com sua nutricionista.

Comentários

  1. Adorei esse post. Parabéns as duas profissionais que estão sempre trazendo dicas, e orientações.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios