Festa Junina


Mês de junho é o mês da tradicional festa junina com seus petiscos e guloseimas irresistíveis e na maioria bastante calóricos.
Saiba escolher os melhores quitutes para manter sua silhueta, mas moderação é a palavra chave nessas festas que atrai muitas pessoas. Comer sem exageros é a melhor opção para quem não quer ganhar uns quilinhos a mais em apenas um dia. A melhor coisa a fazer é comer carboidratos, proteínas e vegetais, sempre buscando equilibrar as refeições.
Lembre-se se fazer uma refeição leve antes de ir à festa, dessa forma evitará que o pecado da gula.
Como já falamos aqui no blog sobre comer mais no inverno, não use desse artifício para abusar das guloseimas, creditando seus abusos ao frio. Outro fato relacionado ao frio são as roupas, que acabam escondendo um pouco as gordurinhas a mais, e isso não deve ser esquecido, afinal na hora da balança a verdade sempre aparece. Mantenha sua rotina alimentar normal e suas consultas com sua nutricionista.
Caso resolva fazer uma festinha em casa, aproveite pra fazer receitas diferentes. Trocando certos ingredientes das receitas, sem alterar o sabor. Utilizar leite desnatado no lugar do integral, diminuir a quantidade de farinha, adicionando ou trocando por farinha integral. Optar pelas versões light da margarina e do requeijão, e açúcar por adoçantes.
           
Comidas e Bebidas Típicas
Dentre as preparações mais comuns das Festas Juninas por todo Brasil, destacam-se:
Ø  Arroz doce
Ø  Bolo de batata doce
Ø  Bolo de fubá
Ø  Bolo de milho
Ø  Caldo verde
Ø  Canjica
Ø  Cocada
Ø  Curau
Ø  Cuscuz de milho
Ø  Pamonha
Ø  Maçã do amor
Ø  Pé de moleque
Ø  Pipoca doce
Ø  Pipoca salgada
Ø  Sopa de milho verde
Ø  Tapioca
Ø  Quentão
Ø  Vinho quente
Grande parte dessas preparações é caracterizada por um valor calórico elevado. No entanto, os seus ingredientes básicos geralmente são muito ricos em nutrientes. Vejam alguns deles:

- Amendoim (pé-de-moleque, paçoca): é o 2ª maior alimento produzido no mundo e apesar de ser classificado como um tipo de noz é considerado uma leguminosa rica em vitamina C, potássio, magnésio, ferro, cálcio, zinco e fibras.
 No entanto, 100g deste nutritivo alimento possui nada menos que 500kcal!!!! Portanto, se não quiser engordar, controle a quantidade.

- Milho (canjica, fubá, pipoca são alguns de seus derivados): é um dos alimentos mais utilizados no Brasil destacando-se pelo elevado teor de vitamina A, C, folato, tiamina, potássio, ferro e fibras. Em todas as regiões do Brasil há, pelo menos, um prato típico preparado com ele. Prefira consumi-lo na forma in natura.

- Batata doce: é uma excelente fonte beta-caroteno, o que ajuda a evitar certos tipos de câncer. Apesar de seu gosto adocicado, este tipo de batata apresenta quase a mesma quantidade de amido que as demais.

- Arroz doce: destaca-se por seu elevado poder energético.

- Pinhão: são sementes ricas em proteínas, minerais e vitaminas, além de serem ótimas fontes de ácidos graxos essenciais, cálcio e magnésio.

- Gengibre: sempre acompanhado do quentão nas festas juninas, é uma raiz muito utilizada para aliviar náuseas, calafrios e congestão de resfriados. Seu sabor picante é um dos atrativos de seu consumo.

- Vinho: conhecido por seu poder antioxidante.

Se quiser queimar um pouco das calorias ingeridas, aproveite o clima dessas festas e se mexa, dance quadrilha, se movimente!

           
 Bolo de milho

Ingredientes:
5 colheres de sopa de manteiga
4 ovos
1 lata de leite condensado
1 lata de milho verde
1 xícara de chá de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo:

Bater no liquidificador a manteiga, os ovos, o leite condensado e o milho verde. Em seguida junte a farinha de trigo e o fermento em pó, bater bem até que fique uma massa homogênea. Despeje em uma forma untada com margarina e farinha. Leve para assar em forno médio pré-aquecido por cerca de 30 minutos ou até que fique dourado.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios