Nutrição dos Corredores


A corrida tem se popularizado muito nos últimos anos, fato que se percebe em parques, praias e academias, mas será que esses corredores estão se alimentando corretamente?
Há muitos motivos para a prática da corrida, como: profissão (atletas), para manter o condicionamento físico, para emagrecer e para relaxar.
A nutrição na corrida é importante para fornecer energia para prática do exercício, para manutenção da resistência e para recuperação dos músculos, e também para um emagrecimento saudável.
De uma forma geral, tanto corredores profissionais como amadores, devem ter um estilo de vida saudável, evitar o fumo, bebidas alcoólicas e o estresse. Outro item muito importante na corrida, e em outros esportes, é o descanso. Ter uma boa noite de sono é fundamental para um bom desempenho.
Não se deve praticar o exercício logo após as grandes refeições, a alimentação pré-exercício deve acontecer cerca de 40 a 60 minutos antes da corrida. Já a alimentação pós-treino deve acontecer até duas horas depois, quanto mais próxima do fim do exercício melhor.
O consumo de carboidrato é importante antes e depois, sendo que antes sua importância é devido ao fornecimento de energia durante a corrida. Já depois, ele irá repor os estoques de glicogênio muscular e hepático, para as próximas atividades.
O consumo de proteína deve ser ocorrer após a atividade, com o objetivo de recuperar as micro-lesões causadas pelo esporte. As recomendações de proteína para corredores são diferentes de outras modalidades esportivas, como a musculação, por exemplo, isso porque na corrida, o consumo de proteína é direcionado a recuperar o músculo lesionado e não proporcionar o crescimento (hipertrofia).
O consumo de gorduras não é proibido, porém deve-se optar pelas gorduras insaturadas, e evitá-las antes da atividade. Seu consumo deve ser distribuído ao longo do dia, longe dos períodos de treinamento.
Durante a corrida, se durar até 1 hora, a hidratação com água é suficiente, caso ultrapasse esse tempo, é recomendado o consumo de carboidrato, pode ser bebida esportiva, carboidrato em pó ou em gel, isso devido a melhor absorção pelo organismo.
Para aqueles que participam de competições, sabem que os organizadores disponibilizam água a cada 3 km em média, e é importante que os corredores façam uso desse recurso.
Quando mal alimentado, o esportista se apresenta cansado, indisposto para o exercício, e a probabilidade de ocorrer fadiga e lesões musculares é maior.
Para aqueles que depois da corrida ainda praticam outra atividade física, é importante antes do próximo exercício se hidratar e consumir alimentos ricos em carboidratos, para a recuperação do glicogênio muscular.
É importante dizer, que estamos disponibilizando orientações gerais, e que para uma recomendação mais específica é preciso o acompanhamento de um nutricionista.
De acordo com a intensidade, freqüência e objetivos será traçado um plano alimentar adequado para cada pessoa, levando em consideração também suas características físicas.
O alerta fica para as pessoas que não tem o hábito de praticar atividades físicas e decide correr nos fins de semana, nesses casos é recomendado que se procure um médico antes e verifique suas condições de saúde e se está apta a praticar a corrida.

Comentários

  1. Achei bem legal mandarem as atualizações por e-mail !!
    Bjs pra vocês meninas

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios