Alimentação na Depressão


A depressão é um dos males da vida moderna, atingindo principalmente as mulheres. O tratamento é complexo e inclui: terapia psicológica, terapia medicamentosa, atividade física e alimentação adequada. A questão de a nutrição ter relação com a depressão vem sendo estudada com mais afinco nos últimos anos, por causa de diversas funções cerebrais que dependem de um balanço de nutrientes adequado.
É sabido há muito tempo que existe uma relação entre saúde e os alimentos que ingerimos. Nos últimos anos isso tem sido comprovado cientificamente.
Pesquisadores informam que a alimentação contribui para ajustar esse desequilíbrio interno. Uma dieta direcionada oferece ao organismo a oportunidade de fabricar essas substâncias, portanto os alimentos têm uma influência direta nos níveis dos neurotransmissores, podendo elevá-los ou diminuí-los. Existem fatores antinutricionais envolvidos na depressão, como excesso de proteínas na dieta; inadequado consumo de carboidratos, esse diminui a quantidade de serotonina, deficiência em vitamina C, B12, tianina, riboflavina, ácido fólico; alto consumo de ácido graxos Ômega-6 (soja, girassol e milho) e baixo consumo de ácidos graxos Ômega-3 como: peixes gordos e semente de linhaça.
Alguns micronutrientes apresentam papel importante nas funções cerebrais que tem relação com o quadro de depressão. Seguem alguns deles:
Vitamina B1: imita a acetilcolina (neurotrasmissor) e possui papel nas funções cerebrais relacionadas com memória e cognição. Sua falta pode levar a depressão. Alimentos fonte: ervilhas, feijão, pão integral, cereais integrais, nozes, peixes, amendoins.
Vitamina B6: Essa vitamina ajuda no metabolismo dos aminoácidos, sendo essencial para o metabolismo do triptofano, que é um produto essencial para produção de serotonina, o neurotransmissor do bem estar. Alimentos fonte: aveia, gérmen de trigo, banana, leite.
Vitamina B12: importante para boa manutenção do sistema nervoso. Sua deficiência causa disfunções nervosas, atividade mental inoperante e tem sido associada com depressão. Alimentos fonte: carne vermelha, ovos, peixe, leite.
Ácido Fólico: importante papel para o desenvolvimento do sistema nervoso fetal. De 31% a 35% dos pacientes depressivos têm deficiência de ácido fólico. Alimentos fonte: verduras de folha verde, vísceras, legumes, frutos secos.
Colina: componente da lecitina de soja é crítico para a memória, aprendizado e clareza mental. A produção de membranas celulares e o neurotransmissor acetilcolina dependem deste componente. Alimentos fonte: lecitina de soja, ovos.
Ômega 3: papel crítico no desenvolvimento cerebral e visão dos lactentes. Pesquisas associam a depressão a baixos níveis sanguíneos de ômega-3. Alimentos fonte: espinafre, óleo de soja, peixes.
Triptofano: essencial na produção de serotonina, neurotransmissor do bem estar. Alimentos fonte: banana, chocolate.
Com um pouco de cada um destes alimentos na alimentação diária associada à prática de atividade física, pode ajudar no quadro de depressão. Procure um nutricionista!
LEIA TAMBÉM:

Comentários

  1. Meninas muito bom o post, aliás como sempre.
    Tenho uma dúvida que na verdade está voltado para nutrição esportiva. Cápsulas de óleo de coco ajudam a queimar gordura para os que praticam esporte diariamente? mito ou verdade? A gente em academia escuta cada coisa né, e como sabemos não podemos tomar nada sem antes consultar um médico ou nesse caso uma nutricionista. Fica a pergunta
    Um abraço, parabéns pelo trabalho das duas, sucesso
    Cris Nunes

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris,
    o óleo de coco tem efeito termogênico (quando aumenta o gasto energético do organismo) e por isso auxilia no emagrecimento. Além de ter ação antioxidante e previnir doenças cardiovasculares.Quem busca o emagrecimento na academia, vai se beneficiar com o uso do óleo. Mas o consumo deve ser moderado. Leia nossos posts sobre alimentos termogênicos e antioxidantes e conheça outros alimentos com essas características.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  3. obrigada, vou dar uma olhada sim.
    Onde posso encontrar esse óleo de coco?
    cris

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios