Frutas Oleaginosas, você sabe oque é?

As frutas oleaginosas como a castanha de caju, castanha do Pará, noz, amêndoa, avelã e macadâmia, fornecem gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas que são fundamentais para o funcionamento do organismo. Essas gorduras, apesar de calóricas, têm ação antioxidante, diminuem o colesterol ruim (LDL) e aumentam o bom colesterol (HDL), evitam a formação de placas de gordura no sangue, auxiliando muito na saúde, além de conter fibras, vitaminas e minerais.
ü  As nozes são as fontes mais ricas em vitamina E, que tem ação antioxidante, é necessário para a formação de glóbulos vermelhos e tecido muscular. Além disso, é um importante antioxidante que pode proteger contra as doenças do coração. A maioria das nozes é uma grande fonte de potássio, sendo ricas também em vitaminas do complexo B. O valor calórico das nozes em média é de 651,0 Kcal/100g.
ü  As castanhas, principalmente a castanha-do-Pará, destacam-se por possuir gorduras ômega-3, cujo consumo continuo pode prevenir doenças do coração. Além disso, a castanha-do-Pará é uma grande fonte de selênio, um antioxidante essencial para o funcionamento do cérebro. O valor calórico das castanhas em média é de 656,0 Kcal/100g.
ü  As avelãs e amêndoas apresentam praticamente o mesmo valor calórico, mas ambas possuem uma quantidade significativa de nutrientes diferentes. Por exemplo, meia xícara de amêndoas fornece mais que o dobro das necessidades diárias de vitamina E, sendo também ricas em potássio. As avelãs por sua vez, além de vitamina E, são ricas em cálcio. As amêndoas e avelãs possuem em média 589,0 Kcal/100g.
Já é bastante conhecido o efeito benéfico da ingestão recomendada de alimentos fonte de gorduras monoinsaturada e poliinsaturada. Estes compostos podem atuar de diversas maneiras como, por exemplo, prevenindo problemas vasculares, trombose, aterosclerose e reduzindo o colesterol total.
Pode existir contra-indicação em casos de algumas patologias específicas, mas a orientação nutricional para pessoas que buscam saúde é não deixar de consumir e não consumir em excesso, buscando sempre tirar proveito destes alimentos de forma preventiva.
O ideal é consumir estes alimentos em quantidades que atinjam as recomendações diárias das substâncias presentes em sua composição. Pode-se consumir, por exemplo, uma porção moderada de frutas oleaginosas por dia. Ex: uma castanha do Pará, duas castanhas de caju ou duas nozes. Deve-se lembrar que a quantidade varia de indivíduo para indivíduo e depende de fatores; como objetivo a ser alcançado, patologias, etc.
Vale lembrar que apesar dos benefícios, estes compostos devem ser consumidos com moderação e podem aumentar o peso por seu elevado teor calórico. Uma boa dica é adicionar esses alimentos às saladas, cereais matinais ou como complementos de pratos e lanches, é recomendável o consumo nas formas assadas e sem sal.
Dica de Receita
Sorvete de Frutas Oleaginosas
Ingredientes:
¾ de xícara (chá) de frutas oleaginosas sem pele
250ml de leite
1 colher (chá) de liga neutra
½ xícara (chá) de leite
½ lata de leite condensado
1 colher (chá) de emulsificante
1 colher (chá) de pó para sorvete, sabor papaya
Preparo :
Processe as frutas oleaginosas e reserve.
Bata o leite e a liga neutra no liquidificador. Leve esta mistura ao congelador por 4 horas. Depois, ponha esta massa na tigela da batedeira, junte a xícara de leite e bata novamente. Adicione o leite condensado, o emulsificante, a fruta oleaginosa e o pó para sorvete. Bata muito bem, durante 12 min. Leve esta massa ao freezer até endurecer. O sorvete está pronto
Dicas
As frutas oleaginosas podem ser um mix de  nozes, amêndoas, avelãs ou amendoins torrados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios