Conheça a Relação entre Alimentação e Celulite


A famosa celulite é, cientificamente, chamada de lipodistrofia ginóide. Os depósitos de água, gordura e impurezas em algumas regiões do corpo dão a aparência da celulite, que fica mais evidente quando a pele é pressionada.

Esta patologia geralmente acontece nas mulheres devido ao hormônio estrogênio que faz com que elas acumulem mais gordura do que os homens.

A dietoterapia, neste caso, tem como objetivo a redução do tecido adiposo, a regulação do trânsito intestinal e a diminuição da retenção hídrica. A dieta deve ser pobre em gorduras e rica em frutas, legumes, e verduras. Importante, também, substituir os carboidratos simples pelos complexos (integrais) e ficar atento ao consumo de fibras (25 a 30g/ dia). As fibras insolúveis reduzem o tempo do trânsito intestinal, diminuindo a pressão abdominal e com isso, melhoram o sistema circulatório dos membros inferiores, além de não favorecer a reabsorção do estrógeno na forma ativa (SILVA, 2007; WEISS, 1996). A perda de peso também pode ser interessante para estes casos, porém ela deve acontecer de forma lenta para não agravar o problema (WEISS, 1996).

Existem 3 níveis de Celulite:

- 1º ou branda: visível a contração muscular voluntária, não tem fibrose – “casca de laranja” – sempre curável
– 2º ou média: visível em alguns locais e com fibrose diminuída – pode ser curável
– 3º ou grave: há fibrose, “casca de nozes”; sensibilidade a dor – incurável

Fatores predisponentes
– Predisposição genética (padrão ginóide)
– Idade
– Sexo

 Fatores determinantes

– Estilo de vida: estresse, fumo, sedentarismo e bebidas alcoólicas
– Maus hábitos alimentares
– Disfunção hepática
– Intoxicação metais pesados
– Desequilíbrio hormonal

Evitar

• Café, chá preto e mate em excesso
• Refrigerante
• Doce e açúcar refinado
• Biscoito recheado (rico em gordura trans)
• Fritura e margarina com gordura trans (TOXINAS)
• Carnes vermelhas e embutidos
• Alimentos enlatados e industrializados
• Bebidas alcoólicas

Preferir, introduzir na alimentação diária

• Ingerir líquidos, água.
•Frutas vermelhas: antocianinas – antiinflamatório, fortalecem os vasos sanguíneos e linfáticos. 1 xícara de chá por dia.
• Leguminosas: fibras -  1 concha média por dia.
• Peixes: ômega-3. Ação antinflamatoria; 2 filés (ou postas) por semana.
• Quinua: antiinflamatório - proteína. 2 a 3 colheres de sopa por dia.
• Semente de linhaça: ômega-3, vitamina E e antioxidantes. 2 colheres de sopa por dia.
• Vitamina E: renovação celular
• Vitamina A: manutenção pele
• Azeite de oliva extravirgem:  ação antiinflamatória. 2 colheres de sopa por dia.
• Abacate: reduz a inflamação das células. 1 colher de sopa por dia.
• Castanhas: antioxidantes;  2 unidades por dia (ou de 4 a 5 unidades de amêndoa ou avelã).
• Chá verde: antioxidante, termogênico. 3 a 5 xícaras de chá por dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios