Ácido úrico elevado? veja essas dicas





Bom Dia a pedidos estamos hoje com uma orientação sobre hiperuricemia, mas esse post não exclui a importância de uma consulta com seu/ sua Nutricionista.

O ácido úrico é uma substância presente no nosso organismo e proveniente do nosso próprio metabolismo, ou seja, nós produzimos ácido úrico e essa produção é responsável por 90% de todo o ácido úrico do corpo. O restante, cerca de 10%, provém da dieta.  Logo, na maioria das vezes, o que define os níveis de ácido úrico no sangue das pessoas não é o que elas comem e sim o que elas produzem. O valor normal de ácido úrico no sangue circulante é de 2,4 a 6,0 mg/dl para mulheres e 3,4 a 7,0 mg/dl para homens, o excesso, por problemas na excreção ou alta produção, tende a cristalizar, formando depósitos de cristais  e causando intensa inflamação. A doença gota apresenta características hereditárias, é muito mais comum em homens que em mulheres.
Um ponto essencial no tratamento destes pacientes é seguir uma dieta alimentar equilibrada, que vise a redução do peso, em caso de obesidade, e o controle de fatores agravantes, como a hipertensão arterial e o diabetes. A dieta se dirige apenas aos casos de gota e doença renais secundárias ao excesso de ácido úrico e se baseia na redução de alguns alimentos ricos em fragmentos protéicos denominados purinas, que são os precursores da formação do ácido úrico no organismo.
Mantenha uma hidratação adequada, pois esta medida é um fator de prevenção, uma vez que dilui a urina, aumenta o volume urinário  e reduz a possibilidade de precipitação dos cristais de ácido úrico.
Alimentos que podem e que não podem ser consumidos por quem apresenta elevação das taxas de ácido úrico no sangue:
ALIMENTOS PROIBIDOS
Álcool, principalmente os fermentados como a cerveja.
Peixes: salmão, bacalhau, arenque, ovas de peixes, truta, cavala, sardinha.
Carnes: vitela, bacon, carneiro e cabrito.
Miúdos: coração, fígado.
Aves: galeto, peru.
Pães doces e molhos em geral.
ALIMENTOS QUE DEVEM SER CONSUMIDOS MODERADAMENTE
Carnes: vaca, frango, porco e presunto.
Peixes não citados no grupo anterior.
Camarão e frutos do mar
Leguminosas: feijão, soja, grão de bico, ervilha, lentilha.
Verduras: aspargo, cogumelos, couve-flor, espinafre,
Cereais integrais
Oleaginosas:  nozes, amendoim, castanha do Pará e de caju.   
ALIMENTOS QUE PODEM SER CONSUMIDOS LIVREMENTE
Leite e derivados
Ovos
Chá
Vegetais: legumes e verduras exceto os citados no grupo anterior.
Doces em geral
Frutas: todas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios