Banana verde: Saiba dos Benefícios e Comece a Consumi-la!




A banana é um dos alimentos com maior consumo pela população brasileira, além do seu preço acessível seu valor nutricional é privilegiado. Você sabia que a banana pode ser consumida ainda verde? Sim, a banana verde é um importante alimento com inúmeros benefícios, podendo ser consumida após cozimento sob a forma de farinha ou biomassa. Pode ser adicionada em preparações culinárias, agindo como um excelente espessante, melhorando o valor nutricional dos alimentos.

Comparada à fruta madura, a polpa de banana verde apresenta diferenças nos teores de amido, sacarose e açúcares redutores, pois no processo de amadurecimento da fruta, o amido se transforma em sacarose.

As principais vitaminas presentes na banana são as vitaminas A, C e complexo B (B1, B2 e niacina). Os sais minerais aparecem em maior quantidade no fruto ainda verde, sendo os principais o potássio, o fósforo, o cálcio, o sódio e o magnésio, apresentando ainda ferro, manganês, iodo, cobre, alumínio e zinco. 

Tudo começa por ter na sua composição o amido resistente. Para entender melhor:

O amido pode ser classificado como glicêmico ou resistente. O amido glicêmico é degradado e transformado em glicose por enzimas no trato digestivo, podendo ser classificado como amido rapidamente (ARD), este é convertido em glicose 20 minutos após seu consumo, ou amido lentamente digerível (ALD) onde é transformado em glicose entre 20 e 110 minutos após ingestão. Já o amido resistente é aquele que resiste à digestão das enzimas digestivas e do intestino delgado, mas é fermentado no intestino grosso pela microflora bacteriana.

Pode-se afirmar que o amido resistente não fornecerá ao organismo glicose, porém será fermentada no intestino grosso para produzir gases e ácidos graxos de cadeia curta, responsáveis pela manutenção da integridade do cólon. Devido a esta característica, considera-se que os efeitos do amido resistente sejam, em alguns casos, comparáveis aos da fibra alimentar, podendo ser classificado como um “prebiótico”, pois atuam estimulando seletivamente o crescimento e  atividade de bactérias benéficas no intestino que têm por ação final, melhorar a saúde do hospedeiro. O amido resistente apresenta também “ação simbiótica”, pois em alguns estudos demonstrou-se aumento significativo no número de lactobacilos presentes no intestino.


Benefícios do consumo da banana verde pela presença do amido Resistente:

  • tem sido associado a um melhor controle glicêmico em diabéticos, e em pessoas com predisposição , o consumo a longo prazo pode diminuir o risco de desenvolvimento do diabetes. 
  • O amido resistente também tem sido associado à diminuição dos níveis plasmáticos de colesterol LDL e triglicerídeos.
  • Não sendo digerido no intestino delgado, o amido resistente também pode servir de substrato para o crescimento de microrganismos probióticos, atuando como potencial agente prebiótico.
  • A produção dos ácidos graxos de cadeia curta, como acetato, propionato e butirato; gás carbônico e hidrogênio colaboram na prevenção de doenças inflamatórias do intestino, além de auxiliar na manutenção da integridade do epitélio intestinal.
  • Ajuda no aumento do volume fecal, modificação da microflora do cólon, aumento da excreção fecal de nitrogênio e, possivelmente, redução do risco de câncer de cólon.
  • Pode ser importante na prevenção da constipação, diverticulose e hemorroidas.
  • Menor adiposidade de gordura no tecido adiposo branco, contribuindo na prevenção do ganho de peso e obesidade.
  • Propriedades anti-ulcerogênicas devido à presença dos flavonoides, apresentando efeito protetor da mucosa gástrica, por aumento do muco.
  • Pelas características físico-químicas do amido resistente, a biomassa de banana verde mostra-se extremamente útil na preparação de diversas receitas para celíacos (indivíduos que não podem ingerir nada que contenha glúten).  

A farinha da banana verde é feita a partir do processamento da polpa da banana verde, após ser cozida e separada da casca. A biomassa da banana verde é obtida através do processamento da polpa e da casca de forma conjunta após cozimento.

Como preparar a biomassa de banana verde:

 1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem;

 2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos;

 3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos, e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas;

 4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo;

 5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela;

 6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar;

 7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador;

 8. Processe até obter uma pasta bem espessa;

 9. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico. Essa polpa pode ser guardada por 3 a 4 meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.

Fontes:

http://www.scielo.br/pdf/cr/v35n4/a41v35n4
http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&frm=1&source=web&cd=3&ved=0CEAQFjAC&url=http%3A%2F%2Fwww.valemaisalimentos.com.br%2Fdatafiles%2Fimagens%2Ffiles%2FTCC_Marcia_Bianchi_.pdf&ei=Jhx3UZqAAYzc8AS5pIG4CQ&usg=AFQjCNHC0NE3skWoGwvRWQdXyvYeAxJuTA&sig2=rYmIjVUHfgEzefxrOxCYjQ
Artigo escrito pela Nutricionista Cristiele Sanna Rodrigues
CRN 10128
Tel de contato: (51) 9724-5626
Rua Don Luis Guanella, 2772. Bairro: Girassol- Clínica Soma. Capão da Canoa/RS




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios