Nutrição x Envelhecimento



Bom dia Amigos do CaRe Nutris  mais um Post enviado pela Nutricionista Cristiele Sanna

O envelhecimento é inevitável, mas podemos retardar este processo de uma forma menos agressiva. O mundo inteiro busca a fórmula da beleza e a paralização do envelhecimento. Muitos produtos são lançados a todos o momento, prometendo o tal sonhado retardamento do envelhecimento. Mas a nutrição tem uma solução mais eficaz e que agrega custo e benefício de uma maneira mais interessante. Você pode sim envelhecer de uma forma mais lenta e saudável, aliando alimentação e mudança de estilo de vida.
Entenda o envelhecimento:
A pele funciona como uma barreira entre os órgãos e o meio ambiente. Ela protege nosso corpo da irradiação ultravioleta, alterações de temperatura, lesões mecânicas, agressões químicas e de microorganismos. Com o passar dos anos, a pele desempenha com maior dificuldade todas essas funções vitais.
As alterações morfológicas se devem ao processo de envelhecimento normal (genética e hormonal) e também relacionado ao meio onde vivemos, ou seja: sol, poluição, alimentação pobre em nutrientes, álcool e tabaco. Oxidações químicas e enzimáticas envolvendo a formação de radicais livres aceleram também este fenômeno, gerando estresse oxidativo, o que leva à morte celular.
Com o envelhecimento há um decréscimo da síntese de colágeno e aumento da atividade da enzima colágenase; resultando nos primeiros sinais de envelhecimento: rugas, pele seca, perda de luminosidade, manchas, descamações. O colágeno exerce papel importante na elasticidade e estrutura da pele. Com o passar dos anos, ele torna-se mais rígido apresentando declínio anualmente.
Alimentação e envelhecimento cutâneo:
Os antioxidantes são agentes responsáveis pela inibição e redução das lesões causadas pelos radicais livres nas células. O nosso organismo é de tão grande sabedoria, que temos um sistema de defesa antioxidante enzimático, que é o primeiro a agir, formado por diversas enzimas, destacando-se a superóxido dismutase (SOD), a catalase (CAT) e a glutation peroxidase (GPx). Outra parte da defesa contra agentes oxidativos é a defesa não enzimática, é composto pela glutationa (GSH), ubiquinona ou coenzima Q (CoQ) e do ácido úrico, que são produzidos in vivo, e composto pela vitamina E (tocoferol), vitamina C (ascorbato), β-caroteno, selênio, catequinas, licopeno e polifenóis, que são obtidos através da ingestão de substâncias com propriedades antioxidantes provenientes da dieta alimentar e outras fontes.
É ai que alimentação pode influenciar no processo de envelhecimento. Os antioxidantes da dieta são indispensáveis para a defesa apropriada contra oxidação, e, portanto, tem importante papel na manutenção da saúde da pele. Abaixo APENAS alguns nutrientes antioxidantes que podem ser usados a favor da sua pele:
Vitamina A:
A vitamina A tem várias funções, sendo importante para a visão normal, manutenção e desenvolvimento de tecidos epiteliais, diferenciação tissular, reprodução, desenvolvimento embrionário, crescimento e função imune.  Além da propriedade antirradicais livres, a vitamina A participa do processo de formação da pele, unhas e cabelo, atua na queratinização e estimula a microcirculação cutânea. A ingestão dietética de referência recomendada de vitamina A, é de 700µg/dia para mulheres e de 900 µg/dia para homens. Fontes: Óleo de fígado de bacalhau, fígado de frango, fígado de vaca, fígado de vitela, vegetais de folhas amarelas e verdes, frutas amarelas e vermelhas, cenoura, ovos e produtos de leite integral.
VITAMINA C  
Exerce efeitos importantes no anti-envelhecimento, corrigindo perdas estruturais e funcionais da pele, pois ela está relacionada a regeneração da epiderme, tendo um efeito fotoprotetor na pele. É uma vitamina essencial para o funcionamento das células, e isso é evidente no tecido conjuntivo e durante a formação do colágeno, pois ela é um cofator fundamental na hidroxilação da prolina e lisina, aminoácidos essenciais para estrutura, manutenção e função do colágeno. A ingestão de vitamina C é importante, pois previne acúmulo de radicais livres no organismo, que são os principais causadores do envelhecimento. A recomendação dietética de vitamina C é de 65 mg/dia para mulheres e de 75mg/dia para homens, adultos e saudáveis. Gestantes e lactantes necessitam de um maior aporte da vitamina. Se cinco porções de frutas e vegetais forem ingeridas diariamente, ocorrerá a ingestão de 200 a 300mg/dia de vitamina C, atingindo facilmente a recomendação diária. Fontes: Frutas cítricas, acerola, laranja, caju, goiaba, kiwi, limão, morango, brócolis, couve-flor, repolho.
VITAMINA E  
A função mais divulgada da vitamina E é sua ação antioxidante e ela vem sendo considerada como o mais potente antioxidante biológico. Há numerosos estudos acerca da ação antioxidante da vitamina E no organismo, favorecendo o retardo do envelhecimento precoce e a proteção contra danos ao DNA. A vitamina E é possivelmente uma das vitaminas mais interessantes na luta contra o envelhecimento cutâneo, ela tem um importante papel de proteger a membrana da peroxidação lipídica causada pelos radicais livres. A ingestão dietética de referência de vitamina E é de 15mg/dia para homens e mulheres adultos e saudáveis, acredita-se ser rara a deficiência de vitamina E em seres humanos, por sua ampla distribuição nos alimentos, principalmente nos óleos vegetais. Fontes: Óleos vegetais, óleo de gérmen de trigo, ovos, leite, fígado.
CATEQUINAS
Como parte deste grupo o  mais conhecido , O chá verde, nome popular dado para a infusão obtida a partir da planta Camellia sinensis, é rico em catequinas, poderoso antioxidante. Dentre os efeitos observados, podem-se citar a inibição da lipoperoxidação e dos danos causados ao DNA pelas ERO, a inibição da imunossupressão e da inflamação cutânea induzida pela radiação UV, a indução de apoptose nas células tumorais e inibição do crescimento do tumor induzido pela radiação UV100.
Carotenóides
O licopeno é um carotenoide bastante eficaz na proteção da pele, pode ser usado no combate do envelhecimento cutâneo, devido sua máxima intensidade na habilidade de neutralizar espécies de oxigênio reativos e radicais livres, principalmente o oxigênio singlete, proveniente dos raios UV, inibindo ou diminuindo os efeitos do estresse oxidativo, provocados pelos raios UV, especialmente na epiderme. Os tomates estão entres as principais fontes de licopeno, embora a goiaba, melancia e mamão também sejam fontes significativas.
O ideal é manter uma alimentação equilibrada a base de vegetais, frutas e legumes, estes lhe fornecerão grande parte dos nutrientes anti envelhecimento. Não esqueça que o consumo de água é essencial para manter a hidratação da pele, pois em processo natural com o passar dos anos, temos menos água em nossas células. Por isso HIDRATE-SE. Além de manter uma qualidade de vida, praticando exercícios regulares e mente sã, pois o envelhecimento é inevitável, mas podemos modular a velocidade com que ele acontece.


Fontes:
 SANTOS, Mirelli Papalia. Papel das vitaminas antioxidantes na prevenção do envelhecimento cutâneo. Disponível em: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/1571?show=full
Hirata, L.L., M.E.O. Sato & C.A. de M. Santos.  Radicais livres e o envelhecimento cutâneo. Acta Farm. Bonaerense 23 (3): 418-24 (2004). Disponível em: http://www.latamjpharm.org/trabajos/23/3/LAJOP_23_3_6_1_7IT93QRE42.pdf
Thais Guaratini, Marisa H. G. Medeiros e Pio Colepicolo. ANTIOXIDANTES NA MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO REDOX CUTÂNEO: USO E AVALIAÇÃO DE SUA EFICÁCIA. Quim. Nova, Vol. 30, No. 1, 206-213, 2007. Disponível em: http://scholar.google.com.br/scholar?q=ENVELHECIMENTO+cutaneo+e+antioxidantes&btnG=&hl=pt-PT&as_sdt=0%2C5
CEFALI , Letícia C. et al. Tomate Salada: Uma Alternativa como Fonte de Antioxidante para Uso Tópico. Lat. Am. J. Pharm. 28 (4): 589-593 (2009). Disponível em: http://www.latamjpharm.org/trabajos/28/4/LAJOP_28_4_2_3_66E0296QKV.pdf


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parkinson- Dia Mundial

Troque o Refrigerante por um Suco Natural

Romã e seus (muitos) benefícios